Guilherme Bonfanti | Dire ce qu’on ne pense pas…dans deslangues qu’on ne parle pas

Dire ce qu’on ne pense pas…dans deslangues qu’on ne parle pas

(Dizer o que você não pensa… em línguas que você não fala)

A trama gira em torno de um brasileiro que na década de 1970 passou uma temporada em Bruxelas como exilado político da ditadura militar brasileira. Afásico após a morte de sua mulher, é trazido à Bélgica pela filha economista, convidada a dar uma palestra cujo tema é Crise europeia e identidade. Ela imagina que fará bem ao pai rever lugares e pessoas do passado, mote para que se trate de temas como pertencimento e intolerância. A crise europeia e suas consequências sobre as relações humanas é o eixo temático do espetáculo que tem entre seus principais personagens um agente da imigração. A confusão entre fronteiras ideológicas também está entre os temas. O sindicalista que abrigou o pai no passado se diz de esquerda, mas faz um discurso no qual defende ações de segregação e controle com o argumento de que é preciso combater a corrupção.

Estreia dia 27.05.2014 na Bolsa de Valores de Bruxelas / Belgica.

Ficha técnica

Texto: Bernardo Carvalho
Direção: Antônio Araújo
Com: Roberto Audio, Jean-Pierre Baudson, Claire Bodson, Didier De Neck, Vanja Godée, Nicolas Gonzales, Vincent Hennebicq e Luciana Schwinden
Coro: Laetitia Augustin-Viguier, Khatia Bissoli, François Ebouele, Laetitia Evens, Daniel Farias, Fabien Magry e Nabil Missoumi
Dramaturgia: Silvia Fernandes e Antonio Duran
Cenografia: Thiago Bortolozzo
Desenho de luz: Guilherme Bonfanti
Música original e criação sonora: Thomas Turine
Trompete: Ludovic Bouteligier
Vídeo: Fred Vaillant
Figurinos: Frédéric Denis e Laurence Hermant
Assistente de direção: Eliana Monteiro e Maria Clara Ferrer
Tradução: Pauline Alphen
Coordenação de produção da companhia Teatro da Vertigem: Roberta Val
Realização de figurino: ateliers du Théâtre National Bruxelles
Coprodoução: Festival d’Avignon e Théâtre National Bruxelles, com participação da companhia Teatro da Vertigem e subsídios do Programme Culture de l’Union Européenne integrados ao projeto Villes en Scène/Cities on Stage