Guilherme Bonfanti | Editorial

Editorial

Urdimento

Revista do Programa de Pós-Graduação em Teatro (PPGT). Centro de Artes (CEART). Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

A luz em cena: criação e estética – aspectos

Esta Urdimento n. 31, v. 1, de abril de 2018, voltou a ser constituída de Dossiê Temático. Em deliberação, no início de 2017, o Corpo de Editores da revista Urdimento estabeleceu que o primeiro volume de 2018 teria a questão da iluminação como elemento do Dossiê Temático. Foi vital para esta escolha o reconhecimento do traba- lho desenvolvido em LUZ – Laboratório Cênico, por Ivo Godois desde 2005, junto ao Departamento de Artes Cênicas, do Centro de Artes/UDESC. De seu empenho para ampliar a estrutura e equipamentos de iluminação cênica do CEART resultou, em 2017, a criação do LABETC – Laboratório Experimental de Tecnologia Cênica, forma- do por materiais de tecnologia moderna para compor o acervo de iluminação cênica do DAC/CEART. Também referendou esta deliberação os sete eventos de A LUZ em Cena – Encontro Catarinense de Iluminação Cênica, realizados entre 2005 e 2017, tendo a coordenação de Ivo Godois e apoio de bolsistas de extensão e docentes do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGT) e do Departamento de Artes Cênicas (DAC). Estes Encontros se consolidaram na agenda de congressos nacionais e se tornaram um momento vital para conversas e trocas sobre Iluminação, cenogra- fia, cenotécnica e demais linguagens que dialogam diretamente com a luz em cena.

 

A Urdimento n. 31, v.1 está constituída por quatorze (14) artigos vinculados ao dossiê temático, três (03) de Fluxo Contínuo, um (01) Relato, uma (01) Tradução, duas (02) Entrevistas e o Ensaio Fotográfico que reconta a história do evento A LUZ em Cena – Encontro Catarinense de Iluminação Cênica, através de registros fotográficos dos sete (07) eventos ocorridos entre 2005 e 2017.

 

Em intenso diálogo com o evento A LUZ em Cena, na sua 7a edição, este dossiê reuniu artigos elaborados por artistas da luz que atuam como docentes ou técnicos em iluminação em diferentes universidades brasileiras. São discutidos nestes artigos temas como a influência das proposições de Gordon Craig, Adolphe Appia, e outros, na cena contemporânea; alguns textos perpassam por um viés histórico e trazem ao leitor pro- cedimentos elaborados a partir da genialidade de Hélio Oiticica, por exemplo. Também é debatida a iluminação enquanto linguagem artística, e sua aplicação em obras televi- sivas ou quando a luz se transforma em personagem cênico. As questões pedagógicas se fazem presente em artigos em que é discutida a aprendizagem realizada a partir da prática, da observação e dos poucos estudos universitários sobre o assunto. O foco de escrita se voltou em alguns textos para o processo de criação do próprio autor deles, exemplificado com um de seus trabalhos cênicos. Os elementos conceituais da luz enquanto linguagem ocupou o escopo de alguns artigos deste dossiê.

 

Três textos compõem a parte de Fluxo Contínuo, dos quais a Urdimento recebe independentemente dos dossiês temáticos, abrindo um leque às questões de encenação em zonas de conflito, expondo um trabalho de Susan Sontag; outro texto trabalha a voz e seus alcances poéticos e performativos e, por fim, um artigo que trabalha a comédia enquanto gênero dramático.

 

Neste número da Urdimento é apresentado um Relato denominado, A Luz em Cena – Um encontro iluminado, que expõe de modo breve os sete anos do evento A LUZ em Cena. Objetiva-se que este texto seja um documento auxiliador na compre- ensão e preservação da memória destes importantes eventos sobre iluminação da cena brasileira.

 

Nesta Urdimento temos o prosseguimento do trabalho de tradução, elaborado por Bruno Garrote sobre a tese de Jörg Schmid – Contato Improvisação como uma Arte de viver [parte 4] – e, com isso se apresenta aqui a quarta parte desta tese, de- vendo haver continuidade nos futuros números deste periódico.

 

A Urdimento n. 31 se completa com a apresentação de duas entrevistas. A primeira foi realizada com o iluminador catarinense Carlos Falcão concedida a Ivo Godois. Esta entrevista é um reconhecimento do valor deste iluminador para a história do teatro catarinense e do Teatro Álvaro de Carvalho em particular. A segunda entrevista, concedida a Priscila Costa e ao Ivo Godois, foi realizada com os três grandes mestres da iluminação cênica brasileira que, num momento raro, e de total descontração, reuniram-se para conversar, sobre suas memórias, o iluminador Jorginho de Carvalho (RJ), Aurélio de Simoni (RJ) e Luiz Paulo Peixoto (Nenen) (RJ). Uma conversa que buscou os aspectos mais anedóticos e informais dos três artistas da cena iluminada brasileira.

 

Para encerrar este editorial, o Corpo de Editores agradece, de modo muito especial, o trabalho desenvolvido por Ivo Godois nas sete edições de A LUZ em Cena, e reconhece a importância da parceria com Priscila Costa que, em muito, enriqueceu a estrutura e organização do evento A LUZ em Cena.

 

Por tudo, agradecemos em especial ao Comitê Editorial deste Dossiê Temático; suas competências e envolvimento na proposta permitiram que o resultado final fosse um acréscimo aos estudos da Luz Cênica.

 

Também, agradecemos a Janete Gheller por seu trabalho de revisão do português deste editorial.

 

O Corpo e o Comitê editorial da Urdimento lhes desejam uma excelente leitura e que tenham o prazer de a receber tal qual nós tivemos ao realizar este número.

 

O Comitê – Editorial – Dossiê Temático

Prof. Dr. Roberto Gil Camargo
Prof. Dr. Eduardo Tudella
Ms. Ivo Godois
Prof. Ms. Alex de Souza
Prof. Ms. Pedro Dultra Benevides
Apoio Técnico: Priscila Costa.

 

Corpo Editorial
Profa. Dra. Vera Collaço
Profa. Dra. Maria Brígida de Miranda
Profa. Dra. Fátima Costa de Lima
Profa. Dra. Daiane Dordete Steckert Jacobs
Prof. Dr. Stephan Arnulf Baumgärtel
Profa. Dra. Sandra Meyer Nunes

 

Download do projeto
Tags
Recent Comments
Leave a comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *